Referências Bibliográficas

Clique na imagem do livro para fazer download. 

Livro Estevão Capa

Sobre o autor: Estevão Moreira, professor, compositor e regente. Licenciado em Música pela Universidade de São Paulo (USP) e mestre em Educação Musical pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO). Foi representante estadual da Associação Brasileira de Educação Musical – ABEM – no ano de 2012. Atualmente, é professor de música e gestor cultural no Colégio Santo Inácio (ver entrevista).

AGOSTINHO, Santo. Confissões; De magistro. Coleção “Os Pensadores” 2. ed. Tradução de J. Oliveira Santos, S. J.. e A. Ambrosio de Pina, S. J. São Paulo : Abril Cultural, 1980.

AGUIAR, Werner. Música, cultura e linguagem. In: V SEMPEM – Seminário Nacional de Pesquisa em Musica. Goiânia: EMAC/UFG, 2005

ALVES, Valmir Alcântara. De repente o rap na educação do negro: o rap do movimento hip-hop nordestino como prática educativa da juventude negra. Dissertação de Mestrado. João Pessoa: UFPB-PPG Educação, 2008.

AZEVEDO, LEONEL L. Ética e estética em Ludwig Wittgenstein. Dissertação de Doutoramento em Antropologia Filosófica (Ética e Estética) Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, da Universidade Nova de Lisboa: 2010.

AZEVEDO, Luís Heitor Corrêa. Escala, Ritmo e Melodia na Música dos Índios Brasileiros. Tese apresentada no concurso para provimento da cadeira de “Folclore Nacional” da Escola Nacional de Música da Universidade do Brasil. Rio de Janeiro: 1938.

BASTOS, Rafael José de Menezes; PIEDADE, Acácio Tadeu de Camargo. Sopros da Amazônia: sobre as músicas das sociedades tupi-guarani in: . Mana, Rio de Janeiro, v. 5, n. 2, Oct.  1999. disponível em:http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-93131999000200005&lng=en&nrm=iso. Acessado em 19  Julho de 2009. Rio de Janeiro: Mana, 1999.

BLACKING, John. How Musical is Man? London: Faber & Faber, 1973.

DIAS, Maria Clara. Kant e Wittgenstein: os limites da linguagem. Rio de Janeiro: Relume Dumará, 2000.

FERRAZ, Silvio. Ritornelo: composição passo a passo. in: revista opus n.10 Eletrônica – ISSN 1517-7017. Disponível em http://www.anppom.com.br/opus/opus10/sumario.htm acessado em 1/1/2011. Campinas: ANPPOM, 2004.

GOTTSCHALK, Cristiane M. C. As relações entre linguagem e experiência na perspectiva de Wittgenstein e as suas implicações para a educação. in: Experiência Educação e Contemporaneidade – Pedro Angelo Pagni e Rodrigo Pelloso Gelamo (Org). Marília: 2010(a).

_____________. O papel do método no ensino: da maiêutica socrática à terapia wittgensteiniana. ETD – Educação Temática Digital, v.12, n.1, p.64-81 ISSN: 1676-2592. Campinas: dezembro de 2010(b).

_____________. O conceito de compreensão – a mudança de perspectiva de Wittgenstein após uma experiência docente. 32ª Reunião anual da ANPED (Associação Nacional de Pós-Graduação em Educação). Caxambu: ANPED, 2009.

_____________. Uma concepção pragmática de ensino e aprendizagem. Educação e Pesquisa, São Paulo, v.33, n.3, p. 459-470, set./dez. 2007.

JULLIEN, Fraçois. O diálogo entre as culturas: Do universal ao multiculturalismo. TELLES, André (trad.). Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2009.

KATER, Carlos. O que podemos esperar da educação musical em projetos de ação social” in: Revista da ABEM, n. 10, março. Porto Alegre: ABEM, 2004.

LOURENÇO, Denise Moraes. Educação e linguagem : algumas considerações sob a Perspectiva filosófica de Wittgenstein. Dissertação (Mestrado em Educação) – Faculdade de Filosofia e Ciências, Universidade Estadual Paulista, 2008.

LOURENÇO, Orlando. (1999). O perigo das palavras: Uma lição de Wittgenstein para psicólogos e educadores. Aná. Psicológica. [online]., vol.17, no.2, p.253-263. ISSN 0870-8231. Disponível em:

http://www.scielo.oces.mctes.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-82311999000200002&lng=pt&nrm=iso.

LUEDY, Eduardo. Analfabetos musicais, processos seletivos e a legitimação do conhecimento em música: pressupostos e implicações pedagógicas em duas instâncias discursivas da área de música. Revista da ABEM, Porto Alegre, V. 22, 49-55, set. 2009.

MARCONDES, Danilo. A pragmática na filosofia contemporânea. (Coleção: Filosofia Passo a Passo; v.59). Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2005.

_____________. Desfazendo mitos sobre a pragmática. in: ALCEU – v.I n.I, pg 38-46. Rio de Janeiro: PUC-Rio, jul/dez 2000.

_____________. A concepção de linguagem no ‘Crátilo’ de Platão. in: Leopoldianum, Vol. XIII, n° 36 Rio de Janeiro: PUC-Rio, 1986.

MARTINS, Fernanda Souza Rap, Juventude e Identidade” in: Educando para os Direitos Humanos: Pautas Pedagógicas para a Cidadania na Universidade (pp. 182-188). Brasília: UnB, 2003

MELLO, Marcelo. Reflexões sobre Lingüística e cognição musical. Dissertação de Mestrado; Campinas: UNICAMP, 2003.

MOREIRA, José Estevão. Crítica a uma concepção referencialista de linguagem sobre música. in: Anais do XXI Congresso da ANPPOM. Uberlândia: ANPPOM, 2011.

_____________. Investigaçoes filosófias sobre música, linguagem e educação, na perspectiva de uma pragmática wittgensteiniana (o que é isso que chamam de música?). Dissertação de mestrado em música e educação. PPGM-UNIRIO. 2011.

_____________. Existe a Música? (3 variações sobre a metáfora dos cegos e do elefante) in: Anais do I SIMPOM – Simpósio de Pós-Graduação em Música. Rio de Janeiro: UNIRIO, 2010a.

_____________. Linguagem, Música e Educação: na perspectiva de uma pragmática wittgensteiniana. in: ANAIS do XX Congresso da Associação Brasileira de Educação Musical – ABEM. Goiânia: ABEM, 2010b.

_____________. O que é isso que chamam de música? Uma investigação filosófica acerca da linguagem sobre música. In: Anais (on-line) do IV EPEM — Encontro de Pesquisa em Música (EPEM). Maringá: UEM, 2009.

_____________. O que é pode ser música? Reflexões sobre uma fenomenologia da escuta de Pierre Schaeffer e reflexos na educação musical. Trabalho de Conclusão de Curso de Licenciatura em Música. São Paulo: USP, 2007.

NASCIMENTO, João Paulo C. A Condição Pós-Moderna e a obra Sambado, de Rodolfo Caesar. In: ANAIS do XVII Congresso Nacional da ANPPOM. São Paulo: ANPPOM, 2007.

NETTL, Bruno. The Study of Ethnomusicology (pg 1-50). Urbana: University of Illinois Press, 1983.

REALE, G; ANTISERI, D. História da Filosofia, 6: de Nietzsche à Escola de Frankfurt. Coleção História da Filosofia 6, STORNIOLO, Ivo (trad). São Paulo: Paulus, 2006.

SALGADO E SILVA, José Alberto. Licenciatura em música e práticas de atuação musical: uma perspectiva de diálogo e investigação para a formação universitária. ANAIS do XI Encontro Anual da Associação Brasileira de Educação Musical – ABEM. Natal: ABEM, 2002.

SCRUTON, Roger. A Short History of Modern Philosophy: From Descartes to Wittgenstein. (pp. 12-23; 267-279) London and New York: Routledge, 1995.

SEARLE, Jonh. Mente, linguagem e sociedade: uma entrevista com John Searle. In: GOMES, Mafalda Eiró (entrevista). Cadernos de Filosofia n. 5 p. 89-104. Lisboa: I.F.L., 1999.

SEEGER, Anthony. “O que podemos aprender quando eles cantam? Gêneros vocais do Brasil Central”. in: Os Índios e Nós. Estudos sobre sociedades tribais brasileiras. Rio de Janeiro: Campus, 1980.

SPOTON, César A. Algumas considerações acerca da especificidade do Discurso Estético (musical). in: XII Encontro Nacional da ANPPOM. Salvador: ANPPOM, 1999.

ULBANERE, Alexandre. Willy Corrêa de Oliveira: por um ouvir materialista histórico. Dissertação de Mestrado. São Paulo: UNESP, Junho/2005.

WAZLAWICK, Patrícia. Sujeitos, música e narrativa: estudo dos significados e sentidos construídos nas histórias de relação com a música Anais da 58ª Reunião Anual da SBPC – Florianópolis, SC – Julho/2006 (disponível em:http://www.sbpcnet.org.br/livro/58ra/senior/RESUMOS/resumo_704.html acessado em 25/11/2011) Florianópolis: SBPC, 2006a.

_____________. Significados e sentidos construídos nas histórias de relação com a música. In: ANAIS do IV FÓRUM DE PESQUISA CIENTÍFICA EM ARTE Curitiba: UFPR, 2006b.

WEISZFLOG, Walter [ed.] Michaelis: moderno dicionario da lingua portuguesa. (disponível em:http://michaelis.uol.com.br/moderno/portugues/index.php, acessado em 25/01/2011) Sao Paulo: Melhoramentos, 1998.

WITTGENSTEIN, Ludwig. Investigações Filosóficas. BRUNI, José C. (trad.). São Paulo: Ed. Abril, 1975.

_____________. Tractatus lógico-philosophicus. SANTOS, Luís Henrique Lopes dos (trad.). São Paulo: Edusp 2008.

_____________. Conferência sobre ética. tradução de Darlei Dall’Agnol disponível em:http://www.cfh.ufsc.br/~wfil/darlei1.htm acessado em 1/08/2011.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s